O fantástico Steven Holl

post10432g

Focado na filosofia chinesa do “Ying Yang”, que remete a relação inversa entre as formas, o mais novo projeto do arquiteto americano Steven Holl propõe dois edifícios complementares que vão abrigar os museus Ecology e Planning.

Perspectiva eletrônica da praça comum entre os museusLocalizados em Tianjin, uma cidade que está sendo construída para 350 mil habitantes a partir do zero e que dista duas horas de carro da capital chinesa Pequim, os dois edifícios serão as primeiras construções culturais para esta que está sendo considerada a mais nova Eco-City. A cidade é focada nas mais modernas soluções ecológicas e sustentáveis e já tem boa parte de seus edifícios construídos e o restante deve ser entregue até 2020.

fotop23778gPelas imagens do projeto é possível verificar o jogo feito por Holl para que os partidos das duas construções sigam volumes que pareçam ter sido subtraídos um do outro. Assim, o museu Planning segue o conceito de um espaço de “subtração”, enquanto o museu Ecology é um complemento de “adição”, parecendo que os edifícios se encaixam.

fotop23779gCada um dos museus terá 20 mil m² de área circulável com uma zona de serviço no subsolo que faz a ligação das duas construções. Ao todo, o complexo atinge 60 mil m². Para ligar os museus ao distrito de negócios da cidade de Tianjin será construído um veículo leve de alta velocidade que vai passar por entre as duas edificações através de uma plataforma elevada.

Perspectiva eletrônica dos espaços internosA circulação dentro do museu Ecology segue um percurso orientado, assim na entrada lojas e um restaurante dão as boas vindas ao visitante que são conduzidos ao último pavimento através de elevadores. Em seguida o percurso segue rampas em descida que fazem com que o visitante percorra todas as salas de exposição, sendo estas destinadas a temas de ecologia ligados ao universo, à terra e aos seres humanos. O percurso é encerrado no subsolo onde as pessoas se encontram embaixo do espelho d’água que fica no pavimento térreo. Este efeito garante uma iluminação diferenciada para o ambiente além de remeter para a questão dos oceanos, tema desta sala de exposição. Nos pavimentos superiores quatro grandes terraços se abrem com espécies vivas de vegetação que se transformam durante as estações do ano, criando diferentes momentos e dando uma característica mutante ao museu.

fotop23786gEm contrapartida o museu Planning não tem um percurso orientado, a circulação é mais livre por conta do programa do museu. Logo na entrada já existe uma área de exposição temporária e uma grande maquete que explica a conformação do urbanismo da Eco-City. Exposições de transporte e indústrias sustentáveis serão expostas no segundo pavimento e, um cinema 3D e restaurante com vista para o mar no terceiro andar. A circulação será feita através de escadas rolantes e o quinto pavimento vai abrigar um grande jardim com exposição sobre recursos hídricos. Por fim, um grande teto jardim será locado na cobertura.

fotop23784gO projeto está sendo finalizado e ainda não tem previsão do início e término da construção dos museus. Fonte Arq!Bacana

ECOLOGY AND PLANNING MUSEUMS
Arquitetura

Steven Holl Architects

Data 2012
Área 60.000 m²
Local Tianjin, China

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s