Tour Todeschini

image5

No inicio de semana passada a equipe Todeschini Fernando Corrêa e os arquitetos Darlei Ribeiro, Débora Silva, Almir Sebastião e André Calvoso participaram do Tour Todeschini em Bento Gonçalves, onde puderam visitar famosos pontos turísticos da região, saborear o cardápio do restaurante Canta Maria famoso por seus galetos, polentas e comidas tipicas italianas, no final do dia todos foram recebidos no hotel Viverone com um brinde de boas vindas oferecido pela Todeschini com champanhe e doces regionais.

image9

No dia seguinte, todos participaram de uma visita técnica na fabrica da Todeschini e da palestra com o gerente de Marketing Felix Polo que falou sobre as novidades e tendências para o mercado da arquitetura e aproveitaram para conhecer o Show Room com todas as novidades.

image10

No período da tarde aproveitaram o clima ameno da região na visita à Vinícola Miolo, todos se encantaram com o processo de produção dos vinhos e com aula sobre vinhos. No jantar oferecido pela Casa Valduga, pioneira em jantares tipicos, os convidados forão recepcionados no salão nobre, a noite foi embalada pela tipica musica gaucha, comida italiana e vinhos. Na manha do dia seguinte, o tour levou o grupo até as cidade de Canelas e Gramado para uma visita à famosa Catedral de Pedras. No Restaurante Le Table D’or Mediterrane, a última noite deixou aquele gostinho de saudade pelas musica, descontração e a comida.

image8

 

Anúncios

Todeschini LAB

O evento realizado na Todeschini Fernando Corrêa foi direcionado para arquitetos, designers e decoradores de Cuiabá e região, onde o Arquiteto Vitor Penha, que veio de SP especialmente para essa palestra, abordou o tema: OUVIR A LUZ. A palestra teve duração de 1h20m e após os convidados foram convidados a degustar de um delicioso buffet oferecido pelo hotel Gran Odara e curtir o som do DJ Felipe Lima.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Novo padrão da Todeschini “aquece” ambientes

dormitorio-tricot

Uma das tendências de design, decoração e moda chega para mudar a percepção de temperatura e “esquentar” os ambientes. Essa é a proposta do novo padrão Tricot, da recém lançada Coleção Identidade, da Todeschini. Réplica fiel do tramado das linhas, o desenho da malha com pontos grossos e um desalinhamento planejado dão uma cara handmade ao revestimento, que é sensível ao toque e proporciona uma sensação de aconchego ao ambiente, tornando o convívio ainda mais agradável.

Ideal para frentes de módulos flexíveis e painéis de acabamento, o Tricot confere um toque clássico à nova linha de produtos da marca. Sua tonalidade clara permite composição tanto em ambientes cleans quanto em espaços mais escuros.

O centro da sala.

Não é atoa que ela tem o nome de “Mesa de Centro”, pois todos os outros móveis giram ao seu redor. Ela é peça chave na decoração de uma sala, seja de estar ou de visitas. A famosa mesa de centro várias utilidades, ainda é decorativa e suporte para decorações. Hoje trago 20 opções de mesas e formas de decorá-las, lindas e cheias de estilo. Fonte: Inspiring Decor. Inspire-se:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pequeno grande apartamento

002

Com espírito alegre e acolhedor, os moradores, a arquiteta Fabiana Infantozzi e um publicitário, montaram um apartamento moderno, aproveitando todos os espaços disponíveis, já que tinham apenas 61 m² para decorar.

001

Em seguida, transformaram o que seria a sala de estar em jantar, com direito a um espaço em frente à mesa para receber visitas e conversar. Com ambientes integrados, a solução para dar privacidade ao living, quando necessária, foi instalar duas portas de correr isolando o espaço. A proposta do espaço da sala de jantar comporta móveis baixos, dando leveza ao ambiente. Em sintonia, a mesa de jantar possui cadeiras pequenas mescladas a banquetas em tonalidades pretas e amarelas, combinando com o bufê preso à parede. Para ampliar a área, a arquiteta espelhou toda a parede próxima à mesa e posicionou um tapete no espaço onde fica a sala de jantar.

003 004

Dentro da sala de TV, a escolha dos móveis partiu da preocupação em não deixar o ambiente feminino ou masculino demais. Por isso a paleta de cores vai do roxo ao cinza. O quarto do casal, segundo a própria arquiteta, é a parte mais luxuosa da casa. “O objetivo foi ter uma decoração que nunca fique obsoleta, dando cor e vida ao ambiente”, explica Fabiana. A nuance cinza da parede contribui para dar essa sensação, por ser uma cor que combina com todas as outras e, dependendo da composição, pode deixar o lugar mais chique ou mais despojado, por exemplo. Em cada lado da cama, luminárias diferentes sobre os criados-mudos espelhados dão pistas sobre a personalidade de cada um. O colorido fica por conta das almofadas e da cômoda azul-petróleo, que apoia os perfumes mais usados pelo casal. Fonte Portal Decoração.

Padrões Coleção Identidade Todeschini

banheiro-ouro-preto

Coleção Identidade da Todeschini aposta em produtos conceituais e com valor agregado. O padrão Tricot, que imita o tramado de linhas, pode ser utilizado em módulos flexíveis e painéis de acabamento. Já um padrão com toque levemente oxidado pode ser aplicado em paredes e módulos flexíveis como a proposta do Aço Cortain, uma exclusividade Todeschini. Fechando a linha de produtos conceituais, o Verena Rajado é produzido em PET (Politereftalato de etileno), sendo assim sustentável, ecologicamente correto, e é aproveitado especialmente para o revestimento interno de gavetas.

dormitorio-jangada

Pensando no meio ambiente e apostando na inovação, a Coleção  Identidade  apresenta ainda as frentes  Linha DNA . Grande aposta da marca para essa coleção, podem ser utilizadas em portas e gavetas – somente dos flexíveis. As peças fazem referência a um aglomerado de madeira denominado “OSB”, até então sem aproveitamento pela indústria, e por meio de um processo inédito de fabricação, resultam em peças únicas, formadas pela estética do material, que recebem acabamento acetinado nas cores turquesa, fendi, tomate e ônix.

sala-ouro-preto

Englobando todos os detalhes, a Coleção Identidade traz também novas opções de puxadores. Produzidos em materiais alternativos com acabamento em couro, nas cores marrom, preto e branco, e também em lona, os novos puxadores apresentam ainda modelos que ganham um toque especial, como detalhes em cristal Swarovski.

escritorio-tagliato

Presente há mais de sete décadas na vida das famílias brasileiras, a Todeschini, com a  Coleção Identidade , segue sua tradição de inovação e pioneirismo prestando uma homenagem àqueles que construíram de forma decisiva a história do Brasil.

Um encanto de estante (e escada)

estante-escada-encantada-danny-kuo_0

Na decoração o que se quer é móveis que são bonitos, práticos e multifuncionais (e ainda com uma boa pitada de criatividade). Uma criação de Danny Kuo, esta estante não só tem arrumação do chão ao teto, como permite o deslizamento das gavetas inferiores para que estas possam funcionar como escadas, permitindo assim o acesso fácil às gavetas e armários superiores.

No design desta estante, Danny Kuo preocupou-se mais com a altura do que com a largura, criando assim uma peça com muita organização e toda ela acessível, apesar dos seus 2.6 metros – o que a torna ideal para espaços pequenos. Decoração bonita… e inteligente! Fonte: Eu Decoro.

Uma casa COOL

wpid-photo-16072013-0858

Esta é a casa de Casper Vissers, fundador da badalada marca de design Moooi. O holandês fez, de fato, o que muitos decoradores vivem tentando fazer: o famoso unir o clássico e o contemporâneo. E o fez com audácia e harmonia.

wpid-photo-16072013-08582 wpid-photo-16072013-08583 wpid-photo-16072013-08586 wpid-photo-16072013-08587

Móveis herdados da família e peças vendidas na sua loja ficam lado a lado e criam ambientes realmente cool na grande casa de dois pisos. É muito charme reunido, né? Fonte: Loja Ouvidor.

Decoração afetiva

Larsen, 48 anos, ex-editora da Sassy – a revista das garotas alternativas dos anos 1990 – explica que o livro foi criado para envolver as crianças em ações que fortaleçam vínculos sociais e moldem sua identidade. Muitas das sugestões, salienta, foram testadas na casa dela, em Minneapolis. ”O capítulo ‘Decorando seu Quarto’ surgiu diretamente do fato de ter meus filhos criando ambientes que eles gostassem”, pontua.

decor
Crianças decoradoras
Seu filho do meio, Henrik, de 10 anos, escolheu para a parede do quarto um tom alaranjado que, compara a escritora, faz parecer “estar dentro de uma lata de suco de laranja concentrado”. Foi uma escolha que testou as convicções de Larsen quanto à governança familiar ser uma democracia, na qual os pais exercem um leve poder, ao invés de uma ditadura.
Peter, de 13 anos, o mais velho, é fã de design moderno e com a ajuda de um artista amigo da mãe, fez o horizonte de Los Angeles com estêncil e o aplicou logo acima da cama. “Ele acha que mora em uma cidade extremamente pequena”, argumenta Larsen.
A única criança que não teve controle criativo sobre os elementos decorativos de seu quarto foi Luisa, de 8 anos, que era muito nova quando a família se mudou. “Ela não ama o papel de parede floral”, Larsen diz, “mas Luísa tinha apenas dois anos quando eu o instalei, então não teve muito que reclamar”. Quando Peter for para a faculdade, Luisa ficará com o quarto dele e terá a chance de demonstrar suas habilidades com o design. Fonte: Myx Imoveis.

Apartamento descolado e super colorido.

AS paredes são cinza no loft DE 98 metros quadrados do empresário Gustavo Ribeiro, no Rio de Janeiro; Mas as coleções do morador enchem os espaços de vida.

001

Depois de anos pagando aluguel, o empresário Gustavo Ribeiro, dono de uma loja de decoração na Zona Sul carioca, sabia bem o que queria: comprar um apartamento antigo, que permitisse um bom quebra-quebra para virar um espaço amplo e integrado. “Sou um colecionador, fã de design, e trabalho garimpando novidades pelo mundo. Precisava acomodar bem o meu acervo de objetos, luminárias e móveis”, conta.

002 003 004

O imóvel escolhido, originalmente com três quartos, no Jardim Botânico, tinha potencial para virar um loft descolado. Gustavo convocou o arquiteto André Piva e pediu que pusesse abaixo quase todas as paredes, deixando vigas metálicas e instalações elétricas aparentes. “O aconchego viria com a decoração, cheia de personalidade”, afrma o morador. Fonte Casa Abril.

006 005